(21) 2445-4941 (21) 97236-2929

Av. das Lagoas, 12 - Gardênia Azul (Jacarepaguá), Rio de Janeiro/RJ

Notícias da paróquia › 14/11/2017, 1010:00

Missa marca abertura do ano jubilar

A missa em ação de graças pelos 14 anos de fundação da Paróquia Santa Luzia, celebrada dia 9 de novembro, também comemorou a abertura do ano jubilar paroquial. Na celebração estiveram presentes o frei da Ordem dos Frades Menores Conventuais, Frei Luiz Fernando Lima Rangel e o diácono Pedro Manoel Lopes, além do pároco, padre Robert Chrząszcz, que presidiu a celebração.

Por providência divina, no mesmo dia em que a Igreja celebra a consagração da Basílica de Latrão, que foi a primeira Igreja construída em Roma, no ano de 324, a paróquia celebra seu aniversário de fundação. Por este motivo, Frei Luiz Fernando, fruto da paróquia, ressaltou a importância de ser Igreja.

“Hoje lembramos o esforço contínuo das pessoas que participam da comunidade, pois foram elas, que ao escutarem a voz de Deus, construíram o sonho de ser Igreja. E o que é ser Igreja? É transmitir a mensagem que é Deus, lembrando de nos comportarmos como batizados”, disse.

Célia Gomes Nunes dos Santos é paroquiana desde o início da comunidade. Recebeu o sacramento da Eucaristia no dia 25 de maio de 1975 e em todos esses anos participou de diversos grupos. Para ela, fazer parte da história da paróquia é simplesmente emocionante e gratificante.

“Eu não lembro da primeira capelinha, mas minha mãe quando veio morar aqui, falava dela. Hoje fico emocionada em ver uma paróquia que só cresce no número de fiéis e na fé. Agradeço ao Ricardo, nosso administrador no tempo em que éramos uma capela porque foi o primeiro a sonhar esse sonho. E agradeço ao padre Robert, que desde a sua chegada acreditou na comunidade. Ele sempre diz que foi o povo quem construiu a igreja, mas foi ele quem nos fez acreditar que tínhamos essa força. Um padre que veio de tão longe pra assumir esse ardor missionário. Ele se dedicou totalmente, foi o primeiro a trabalhar e carregava material de construção nas costas”, contou.

Ao final da Santa Missa foi realizada uma adoração ao Santíssimo Sacramento, seguida de apresentação do projeto final das obras.

Membro da comissão de obras, o paroquiano Celso Luís de Malaquias Oliveira, disse que a próxima etapa do projeto é concluir o teto, de onde sairão doze raios, simbolizando os doze discípulos que espalharam a fé de Cristo pelo mundo inteiro. Segundo ele é uma grande graça ver a empreitada chegando na reta final.

“Para mim é muito emocionante. E como membro da equipe de obras é vibrante ver algo que muita gente não acreditava estar sendo finalizado tão rápido”, declarou.