(21) 2445-4941 (21) 97236-2929

Av. das Lagoas, 12 - Gardênia Azul (Jacarepaguá), Rio de Janeiro/RJ

Notícias da paróquia › 19/04/2017, 0404:38

Fiéis vivenciam o Ofício da Paixão do Senhor

Às 15h, da sexta-feira santa, dia 14 de abril, centenas de paroquianos se reuniram para celebrar a Paixão do Senhor. O presidente da celebração, padre Robert Chrząszcz junto ao vigário, padre Claudio Fernandes e os dois diáconos permanentes, Antônio Alfredo e Pedro Manoel, se prostraram no chão, frente ao altar, no começo da cerimônia, simbolizando a humanidade rebaixada e oprimida, e ao mesmo tempo penitente, que implora o perdão por seus pecados.

Padres e diáconos prostrados no altar

 

Neste dia a Igreja não celebra missa. O altar é iluminado sem mantel, sem cruz, sem velas nem adornos. Recorda-se a morte de Jesus. A adoração à cruz e os vários momentos de oração são momentos de penitência e de pedido de perdão.

Integrante do Encontro de Jovens com Cristo (EJC), Rafael Oliveira, participou da celebração de maneira profunda. Escolheu ficar sozinho e adentrar no silêncio da paixão de Jesus. Ele contou que durante a adoração, o momento do beijo na cruz foi o mais marcante.

“No momento em que fui beijar a cruz reparei bem de perto as chagas de Jesus. Quando eu me deparei tão próximo a elas, na última parte em que nos ajoelhamos, me senti um pouco retraído e atraído pela imagem. Estava um pouco despreparado, mas com vontade de beijar. Olhar as chagas de Jesus de perto e poder tocar foi uma sensação diferente de todas as vezes que já participei. Reconheci como devemos dar importância a todas aquelas feridas que Ele teve”, disse.

Procissão de entrada

A Cruz é descoberta

A cruz é descoberta totalmente

Fiéis beijam a cruz

Rafael Oliveira beija a Cruz de Cristo