(21) 2445-4941 (21) 97236-2929

Av. das Lagoas, 12 - Gardênia Azul (Jacarepaguá), Rio de Janeiro/RJ

Notícias da paróquia › 09/11/2017, 1010:00

Dia Mundial dos Pobres na Paróquia Santa Luzia

 

Instituído pelo Papa Francisco com uma Carta Apostólica intitulada “Misericórdia e mísera”, na conclusão do Ano Santo extraordinário da Misericórdia, o Dia Mundial dos Pobres será realizado pela Igreja no mundo inteiro e terá como tema: “Não amemos com palavras, mas com obras”.

“Quem pretende amar como Jesus Amou, deve assumir o seu exemplo, sobretudo quando somos chamados a amar os pobres. Aliás, é bem conhecida a forma de amar do Filho de Deus: “Ele nos amou primeiro, a ponto de dar a sua vida por nós”. Deste modo, a misericórdia, que brota do coração da Trindade, se concretiza e gera compaixão e obras de misericórdia pelos irmãos e irmãs mais necessitados”, ressaltou o Santo Padre.

O Papa concluiu sua Mensagem para o Dia Mundial dos Pobres convidando toda a Igreja a fixar seu olhar, neste dia, a todos que estendem suas mãos invocando ajuda e solidariedade.

“Que este Dia sirva de estímulo para reagir à cultura do descarte, do desperdício e da exclusão e a assumir a cultura do encontro, com gestos concretos de oração e de caridade, para uma maior evangelização no mundo. Os pobres – diz por fim Francisco – não são um problema, mas um recurso para acolher e viver a essência do Evangelho”.

Dia Mundial dos Pobres na Paróquia Santa Luzia

No Vicariato de Jacarepaguá a ação solidária “Dia Mundial dos Pobres” será realizada na Paróquia Santa Luzia, no dia 15 de novembro, de 8h às 13h. A iniciativa é voltada para a população em situação de rua (PSR) e marcará a instituição do “Dia Mundial do Pobre”, conforme orientação do Papa Francisco.

Nesta ação será oferecido café da manhã, almoço, banho, corte de cabelo, distribuição de roupa além de outras atividades educativas e culturais para os irmãos necessitados.
Serão oferecidos ainda serviços de orientação e apoio jurídico e encaminhamento para emissão de documentos.

Segundo o pároco, padre Robert Chrząszcz, é importante que a comunidade esteja engajada nesta ação solidária para responder ao apelo do Papa Francisco, que visa muito a prática da caridade pela Santa Igreja.

“Nós podemos demonstrar nossa fé e amor a Deus através das orações, mas também podemos demonstrar através de gestos concretos, exercendo o amor ao próximo que necessita. Às vezes temos muita teoria e pouca prática, então essa é uma oportunidade de se doar, partilhar e viver o Evangelho”, disse.